Lançamento da pedra fundamental da igrejinha alpina dedicada aos emigrantes

italiano

Franco Gentili - novembro de 2011

No dia 10 de novembro de 2011, em uma encantadora colina, posicionada como uma sacada ---- Agordo – Igreja de San Simon --------- Agordo – Igreja de San Simon ----- dirigida em direção a Jaraguá do Sul, em um terreno doado pela família Spezia, de origem mantovana, foi lançada a primeira pedra fundamental da igrejinha alpina dedicada a todos os emigrantes italianos.

A cerimônia, organizada pela Prefeitura de Jaraguá em parceria com o Circolo Italiano, teve caráter solene em razão da presença de altas autoridades civis e religiosas. O bispo de Joinville, Dom Ireneu Scherer, junto com outros sacerdotes, benzeu essa primeira pedra simbólica, oriunda de uma construção inspirada na sugestiva igrejinha San Simone della vallata di Agordo, na província de Belluno, a mesma província em que nasceram Papa Giovanni Paolo I, Albino Luciani, o "papa sorriso", a quem será dedicada.

No evento de abertura, o assessor de desenvolvimento econômico e turismo do município de Jaraguá do Sul ressaltou a importância da imigração alpina na região, que compreende não apenas italianos, mas austríacos, alemães e poloneses.

A prefeita Cecilia Konell reforçou o empenho da cidade para uma rápida realização da obra; em seguida, a primeira-dama do estado de Santa Catarina, Maria Angelica Colombo, levou a saudação do Governador, também ele descendente de emigrantes italianos, frisando o empenho e a máxima colaboração dele para que, em breve, se possa inaugurar a igreja.

Rapidez na realização da obra foram os votos também do Cônsul Geral da Itália em Curitiba, Salvatore di Venezia, que recordou que tal iniciativa partiu do Circolo Italo Brasilero di Florianópolis, por conta das celebrações do ano da Itália no Brasil.
"... O meu desejo é que, além de terminar neste ano, possamos nos reencontrar aqui para a consagração desta obra que permanecerá nos tempos como uma eterna recordação da imigração italiana no Brasil".

A professora Iria Tancon, representante consular de Jaraguá do Sul, incansável na sua vontade de construir esse lugar sagrado, ciceroneou uma delegação italiana de Belluno, que ficou admirada por esse lugar muito semelhante às montanhas do vale alpino.

Agora, o sorriso do Papa Luciani certamente está mais iluminado.

Back to top