Os Mercados Italianos

Por Izabel Dal Pont - outubro 2011

Os mercados de alimentos (i mercati alimentari) são verdadeiras instituições italianas. Com origem remota, já nos primeiros Venezia - CannaregioVenezia - Cannaregioanos da nossa era faziam parte do centro político e econômico das cidades do império romano. O Mercato de Traiano (Mercado de Trajano), localizado na área do Foro em Roma é talvez o mais importante e antigo testemunho desta história.

Embora os mercados de alimentos já fizessem parte dos centros de comércio das antigas urbes do império, a partir da idade média surgiram espaços específicos, dedicados a abrigar os mercados de alimentos. Em muitas cidades foram construídas praças com este fim específico, que passaram a ser chamadas de “Piazza delle Erbe” (norte da Itália) ou “Piazza del Mercato” (da Toscana para o sul). Juntamente com a Piazza del Duomo, a partir de então, elas passaram a fazer parte do coração das cidades.

Com suas tradicionais bancas vendem (dependendo da região): queijos, presuntos cozidos, presuntos crus, salames de todos os tipos e sabores, pães, vinhos, massas frescas e secas, legumes, frutas frescas e secas, nozes, azeites, olivas cruas, olivas temperadas, funghi secos e frescos, tarturfos, grãos, temperos, todos os tipos de molhos (ragus), especiarias, carnes em cortes, coelhos, aves, peixes, frutos do mar em geral, utensílios de cozinha, flores, produtos da região, produtos exóticos, produtos da estação etc., etc. e etc.

Roma - Campo dei FioriRoma - Campo dei FioriFazem parte do cotidiano das pessoas e das cidades. Difícil imaginar uma dona de casa, uma cozinheira ou cozinheiro italiano que não frequente um “mercato”. Toda cidade, por menor que seja, tem pelo menos um, que funciona cotidianamente ou em algum dia da semana. Visitá-los é como fazer uma viagem repleta de sensações e emoções. Todos os sentidos ficam apurados quando se visita um deles.

Cobertos ou ao ar livre os “mercati” são fantásticos arco-íris para a visão, proporcionam uma enorme profusão de aromas para o olfato, oferecem verdadeiras alquimias de sabores para o paladar e complexas sinfonias para a audição.

Cores, sabores, perfumes, sensações, emoções, recordações... Experiências de degustação, experiência de sensações, experiências de vibrações...

Passear por e observar um mercado é conhecer a alma, é conhecer os costumes, é conhecer os hábitos, é conhecer a vida da população e da cidade. Freqüentar um mercado permite conhecer melhor e com mais intimidade a cidade ou o bairro (quartiere, sestiere, rione) que se está visitando.


Num mercado italiano é possível fechar os olhos e ver um desfile em cada estação: um desfile de cores, sabores e emoções...

Roxa berinjela, roxo pimentão. Roxa alcachofra, lavanda roxa, roxo manjericão. Alcachofra roxa, roxo uva. Roxo...

“Rosso”... “Vino rosso”. “Radicchio rosso”... “Rosso” emoção. Vermelho tomate, tomates escarlates...

Morangos cor-de-rosa, batatas rosas, rosas cor-de-rosa ...

Pimentões amarelos, amarelo melão, mostarda amarela, limão amarelo-ouro, vinho amarelo mel.... Maçãs douradas, manhãs ensolaradas...

Gira-sol. Laranjas alaranjadas, laranjas cor-de-laranja, cenouras avermelhadas... Abóbora laranja, laranjas cor-de-abóbora, laranja paixão, paixão em profusão...

Vermelho-vinho, vermelho-beterraba, beterrabas cor-de-vinho, vermelho-laranja, laranjas vermelhas, Vermelhas tentações..

Verde limão... Verde aspargo, salsão verde, verde salsa, abobrinhas verdes. Vagens esmeraldas, verde-oliva, vinho verde... Chicórias verde alface, alfaces verde primavera. Cebolinha cor manjericão, salvia verde-chá, chá-verde, verde-abacate, olivas verde-mar......

Verona - Piazza delle ErbeVerona - Piazza delle Erbe
Abobrinhas em flor. Couve flor. Alcachofra feito flor. Flor de sal, funghi flor. Flor de flor.
Feche os olhos e sinta o cheiro do pão, da “sardela”, do “aceto balsamico”... O cheiro do “olio di oliva”, do funghi, do alho... das frutas da estação, das exóticas especiarias.
Feche os olhos e sinta o perfume das flores frescas, do basílico, do alecrim, da salvia, do alho, da menta, da pizza...o perfume do “olio”, do pão, do vinho, do bacalhau...
Abra os olhos e veja...

Feche os olhos e sinta o gosto do azeite aromatizado, da bruschetta ao alho, do gengibre, do creme de alcachofra, do creme de salmão apimentado, do “prosciuto crudo”, do queijo de cabra, da manteiga dourada, do pãozinho crocante... Feche os olhos e sinta o sabor da cozinha da nona, o gosto da saudade.... Feche os olhos e ouça um barulho familiar...... Abra os olhos ... Veja, senti, ouça...

Emoldurados e envolvidos por fantásticos cenários, impossível falar e lembrar de todos...
Impossível não citar...


clica na imagem para ver as fotos de Campo dei Fiori do fotógrafo romano Aldo Feroceclica na imagem para ver as fotos de Campo dei Fiori do fotógrafo romano Aldo Feroce

VENEZIA

Rialto (http://www.mercatodirialto.it/) – palavras não bastam para descrevê-lo. É preciso ir, ver, testemunhar.

Via Rio Terá San Leonardo – Cannaregio – Este mercado essencialmente de frutas, verduras e legumes (radicchio rosso di Treviso, alcachofras, alcachofrinhas...), confere a esta via/corredor por onde passas 90% dos turistas que se dirigem a pé para o Rialto e para a Pizza San Marco, um clima de “normalidade”. Observando as donas de casa fazendo suas compras diárias você se dá conta de que em Venezia vivem comuns mortais.

BOLOGNA

Via Pescherie Vecchie e entorno. No coração da cidade, a região onde funcionou o antigo Mercado de peixes, grãos e legumes, hoje é cheia de bancas de verduras, cafés, “botteghe” de vinho, etc., é um excelente lugar para comer, beber um vinho ou simplesmente um bom café.

Mercato delle Erbe – além de prazeroso é muito instrutivo. É uma excelente forma de conhecer e adquirir produtos da região. Além de frutas, verduras legumes, grãos, carnes, tem uma grande área destinada aos queijos e presuntos da região. Importante não esquecer que a Mortadela é originária desta região.

VERONA

Piazza delle Erbe. A parte destinada as bancas de alimentos é bem pequena atualmente, entretanto o cenário é magnífico. Antes da Idade Média a Piazza dele Erbe foi o Foro Romano de Verona, e por muitos séculos o centro econômico e político da cidade.

PADOVA

A Piazza delle Erbe de Padova além de hospedar um dos mais magníficos mercados do norte da Itália, hospeda também um dos mais belos conjuntos arquitetônicos que inclui o indescritível Palazzo della Ragioni. Passear por este mercado é proporcionar uma verdadeira overdose para a alma e para os sentidos.

ROMA

O mercato aberto do Campo dei Fiori é o mais charmoso de todos os “mercati Romani”. Hospedado pela piazza de mesmo nome, é também o mais freqüentado por turistas. De Segunda a Sábado, todas as manhãs, de 7h as 13h30, a piazza fica cheia de barracas de legumes, frutas frescas, frutas secas, nozes, azeites, grãos, carnes, aves, peixes e frutos do mar, salames, presuntos, queijos, ervas aromáticas, utensílios de cozinha e flores.

Mercato Rionale de Testaccio - http://www.youtube.com/watch?v=VuBEsHa-2kA Piazza Testaccio de Segunda à Sábado das 7h30 às 14h. Neste mercado você terá a oportunidade, além de apreciar a maravilhosa variedade de frutas, legumes e verduras da estação, de vivenciar cenas raras como por exemplo ouvir uma senhora idosa conversar com o açougueiro ou com o peixeiro em dialeto romano.

Mercato Rionale di Prati (coberto)- Via Cola di Rienzo (a Cola di Rienzo é a principal via comercial deste bairro) na região do vaticano. Este é um típico mercado de bairro, que merece uma visita. Vende de massa fresca e pão a peixes e presuntos, passando pela maravilhosa gama de frutas, verduras e legumes da estação.

Mercato dell'Esquilino (coberto) - Via Principe Amadeo (de segunda a sábado das 7:30 as 14:00 horas). A tradição italiana das alcachofras (carciofoli), abrobrinhas (zucchine), beringelas (melanzane) e pomodorini (tomatinho), se misturam com o exotismo dos temperos e produtos do oriente e da áfrica, neste Mercato coberto. A oferta de peixes e frutos do mar é também excelente. Vizinho a estação central Termini.

TOSCANA

“Ë impossível falar da Toscana sem falar em comida. Lá comida é mais que comida. Ë o foco, o centro da vida”. Frances Mayes, Escritora.
Trata-se de uma verdadeira covardia escolher um entre os tantos maravilhosos mercados alimentares espalhados pela toscana. Famosa por seus temperos e marcada pelas castanhas, pelos funghi (cogumelos), queijos como o pecorino toscano, azeites e pães, sem falar dos “Chianti” e dos “Brunello”, as feiras alimentares da região são verdadeiros espetáculos eno-gastronômicos. Ver para crer.

Mercato Centrale – Firenze - O mercado central de Firenze funciona em um edifício de ferro, na Via dell'Ariento, na zona de San Lorenzo, Centro histórico. Aberto de 07 às 14hs de Segunda a Sexta e Sábado até as 17hs. O mercado possui 2 andares: No primeiro são vendidos queijos, carnes, peixes e produtos locais, enquanto que no segundo andar você encontrará uma vasta variedade de verduras, plantas e flores. Também no Mercato funciona um excelente restaurante que utiliza no preparo dos seus pratos os produtos do próprio mercado.

Back to top