Turismo “diferente” na Itália


“A Itália é de fato fantástica. Uma mescla de história e requinte. Em todos os lugares é possível respirar a história e imaginar ser um personagem da época, independente da cidade onde se está. Quando penso na Itália, imagino sempre um bom vinho, ótimas risadas e o cultivo de novas amizades. Quando estou lá, vivencio tudo isso com a vantagem de olhar para as ruas e poder sentir o Império Romano, Rafael Casanova HoerhannRafael Casanova Hoerhanna Idade Média, o Renascimento e curtir o país em sua época contemporânea.”
Rafael Casanova Hoerhann – grupo 2008


A Itália Viagem é uma agência de Florianópolis especializada em viagens de grupo para a Itália.
Com diz nosso slogan, “Ver e Viver a Itália”, o objetivo das nossas viagens é visitar os lugares, mas também vivenciar sua cultura.
Desta forma, nossas viagens são um pouco diferentes dos típicos itinerários:
Primeiramente o número de cidades visitadas é proporcional ao número de dias da viagem: viajar por vários países em poucos dias resulta, geralmente, em um retorno confuso de imagens e memórias.
O tempo de permanência em cada cidade também é prolongado, para evitar que a viagem se transforme em uma corrida contra o tempo.
Organizamos viagens não totalmente itinerantes: ao invés de trocar de local diariamente, optamos em permanecer alguns dias em uma cidade, a qual será a base de apoio para excursões diárias.
Desta forma as malas ficam na cidade base, o que torna a viagem menos cansativa e o turista tem a oportunidade de vivenciar os hábitos e costumes dos moradores locais.
Tatiana JunkesTatiana JunkesAlém das excursões são organizados encontros culturais: aula de gastronomia, degustação de vinhos e visita a vinícola, visita a ateliês de artesões locais, guias locais que falam português nos museus e monumentos, cursos de língua e cultura italiana...

"(...) Esta viagem, particularmente este “jeito de viajar”, me conquistou e me pegou de jeito. São inúmeras as vantagens de se viajar pela Itália Viagem: ter um porto seguro na Itália para voltar depois dos passeios (para mim o melhor de tudo, pois é a partir dele que você realmente vive a Itália: conhece o seu vizinho, o cara da padaria, o menino da internet, o melhor percurso para chegar até a estação de trem...); os cursos diversificados - você pode se aventurar pela arte, pela gastronomia, pela língua italiana. (...) tudo isso me aproximou daquilo que eu procurava na minha viagem pela Itália: viver um pouco da vida italiana, dos costumes, da língua, da gastronomia, da cultura.
Tatiana Junkes – grupo 2008"

Back to top